o suspeito do costume, o Linux claro.

Olá e obrigado por estar desse lado.
Hoje depois de ler um artigo sobre o mestre Torvalds, e uma pequena dissertação bem resumida ao que o Linux se tornou tão importante na vida de todos nós.
Não vou falar de fundamentalismos, sempre estive longe desse tipo de fanatismo. O que quero aqui trazer é um desafio a todos que chegam agora a esta realidade e a todos que já cá andam pelo mundo do código aberto.

Eu comecei a usar tecnologia nos anos 90 do milénio passado, ainda mal mexia no DOS 5, e na segunda metade dessa década, começaram a ser comercializados meios para se ter Internet em casa. Apanhei o final das famosas BBS, como qualquer curioso fiz uma ligação em série da caixa do telefone direto para o meu quarto para se ligar a um Modem de 14400bps, que fui paulatinamente evoluindo até aos famosos 54k. Isto claro sem mencionar que passei por todos os Windows que apareceram no mercado, até começar a ler sobre a existência de um sistema que começava a dar que falar e que seria a possibilidade de se ter um sistema parecido e bem mais em conta porque era livre, falo claro do Unix, o grande entrave para a Dominadora de  Redmon não conseguia fazer frente aos servidores.

Não se preocupem não vou contar nem tão pouco sintetizar a história do Linux na minha vida, foi só para dar uma breve introdução. Eu sempre fui um auto didacta porque a tecnologia computacional sempre me chamou.

Por motivos profissionais sempre tive de ter dualboot e chegou um momento em que senti necessidade de ser livre, e abandonei de vez o sistema proprietário e agora só uso o open source. O contacto com outros sistemas é feito somente quando me pedem assistência ou se no local empresarial colocam-me à frente aquele sistema lento, que a pesar de toda a evolução em rede e Cloud acaba por ter mais bloqueios que trabalho continuo.

Bom por vezes deparamos-nos com algumas dificuldades, como modificações de versão para versão com comandos diferentes ou novos, com um ambiente gráfico que mistura copia de outros sistemas, enfim, etc, etc…

Ora é precisamente aqui que lanço um desafio, se por um lado os novos utilizadores ouvem ou leram que o linux é difícil e é coisa de loucos. Bom e que tal esquecerem essas palavras porque antes de usarem os computadores vocês por não conhecerem o que eram os computadores e como se manuseavam com um sistema tiveram de aprender até se acostumarem a usar. E tem de voltar a aprender a usar uma nova versão mesmo quando nem usam 50% do actual. Portanto usem a curiosidade e vejam o quanto de simples o Linux é, e provem o sabor de Liberdade que este sistema vos dará. Unicamente ajudem quem dispensa do seu tempo contribuindo de alguma forma para que os programas continuem a evoluir para que vocês usem livremente.

E aos que estão no open source só tenho de agradecer a todos pois estou sempre a aprender e a aumentar o meu pouco conhecimento, mas acho que devemos passar a todos conhecimento, partilha, sem esquecer os nossos gostos pessoais  e também e muito importante devemos sempre lembrar que se existem outros sistemas é porque existe mercado para tal, e devemos sobretudo trazer ao de cima tudo o que o Linux faz e faz bem sendo uma boa alternativa “Legal”.  E nunca enaltecer o que os outros sistemas tem de mal e fazer disso uma propaganda desnecessária. Sim porque tanto a Microsoft como a Apple agradecem que se fale tanto mal delas. E isso acaba a não ajudar o novo futuro utilizador e nem à imagem do Linux.

Se é um utilizador recente ou novo conte-nos o que acharam na primeira vez que usaram Linux, e qual a dificuldade que mais sentiram.

Obrigado

Luis Teixeira

Sobre Luis Teixeira

Trabalho nas Tecnologias de Informação desde que iniciei o estudo do MSDOS 5 a partir dai foi sempre a aprender. Hoje sou um amante do Linux e do Open Source, mas não sou fundamentalista e acho que tudo tem mercado. Mas escolhi ser livre e um acérrimo lutador contra a pirataria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *