Ubuntu abandona Unity, convergência e mobile. Próxima LTS virá com Gnome

Após cerca de 7 anos de investimento e trabalho de desenvolvimento, a Canonical anunciou que irá deixar de investir na convergência e no sector mobile (smartphones/tablets). A noticia é avançada por Mark Shuttleworth no Ubuntu Insights.

Esta mudança tem efeitos ainda maiores do que o fim da convergência. Significa também o fim do interface Unity e o regresso ao Gnome já no próximo LTS, o Ubuntu 18.04.

A crescente sensação de que seria difícil conseguir retorno no sector mobile e da convergência, juntando aos excelentes resultados alcançados nos sectores da Cloud e IoT (Internet das coisas),acabam por ditar esta mudança de paradigma.

Outro factor que, segundo palavras do fundador da Canonical, pesou na decisão foi a forma como a comunidade reagiu à aposta da Canonical no Unity8, Mir e convergência, vendo esta orientação mais como “fragmentação em vez de inovação”.

“Esta foi, pessoalmente, uma decisão muito difícil, por causa da força da minha convicção no futuro da convergência, e do meu compromisso pessoal com as pessoas e produto… mas esta escolha é moldada por restrições comerciais, e estas são difíceis de reconciliar.”

Em relação ao futuro do Ubuntu Desktop, ainda pouco se sabe quais as mudanças que esta decisão implica, além da já anunciada mudança para o Gnome como ambiente padrão.

Sobre Paulo Trindade

Apaixonado pelo Linux e open source. A primeira experiência foi com Red Hat foi algo traumática. Voltou anos depois com o Ubuntu 7.04 e nunca mais abandonou Linux.

Foi editor do Linux Tugaz e criou o Terminal Aberto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *