Ubuntu: Vários jogos deverão vir a ser disponibilizados como Snap

No seguimento do anuncio de Zygmunt Krynicki relativo ao lançamento do Snapd 2.0.5 (serviço relacionado com a gestão dos pacotes Snap), foi possível saber que a Canonical alterou o circulo de actualizações do snpad para todas as semanas. Com isto o nome das versões mudará de 2.0.x para 2016W22, 2016W23 e dai adiante.

Contudo o mais significativo deste anuncio é que nas próximas actualizações irá haver múltiplas melhorias no OpenGL e e melhor integração com o servidor de som PulseAudio, o que permitirá a que os desenvolvedores de jogos tenham maior facilidade em desenvolver os seus jogos no formato snap para o Ubuntu. Com isto, segundo o Softpedia, é expectável que possam surgir vários jogos populares para o Ubuntu.

Sobre Paulo Trindade

Apaixonado pelo Linux e open source. A primeira experiência foi com Red Hat foi algo traumática. Voltou anos depois com o Ubuntu 7.04 e nunca mais abandonou Linux. Foi editor do Linux Tugaz e criou o Terminal Aberto.

9 comentários

  1. Ui jogos no Linux? Vou querer saber mais…

  2. Fernando Andrade

    Boa noticia, contudo eu vou continuar a usar a steam para instalar jogos xD

    • Sim. Até porque isto dos jogos em snap não é para já 😉

    • Continuo sem perceber como é que num mundo de liberdade de escolha como apregoam os Linuxianos estejam confinados ao sistema Steam para instalar e jogar jogos. Então afinal onde está a liberdade de escolha? São obrigados a estar subjugados a um sistema se quiserem disparar uns “Headshots”?

      • Fernando Andrade

        Liberdade de escolha é precisamente o que tenho. Eu escolho utilizar e apoiar um sistema que apoia o Linux como uma plataforma. Temos também o gog.com que é um sistema sem DRM, e que apoia ate certo ponto o Linux também, que eu uso também, mas não tanto.

        Mas se quero qualidade nos jogos que escolho tenho de me prender a uma destas plataformas. No que toca a jogos tem de haver qualidade para eu dar o meu dinheiro. Mas quem não joga não entende.

        Num mundo ideal tudo era aberto, o problema é que ainda não estamos num mundo ideal.

        Por fim só porque algo não é GNU ou OpenSource não quer dizer que é intrinsecamente mau ou que tem más intenções. Eu acredito que o que se precisa é precisamente um equilíbrio entre open e closed source e não entrar ou tentar impor uma ditadura em que tudo tem de ser aberto.

        • Exactamente. E existem vários jogos que já podem ser instalados de forma nativa. Só não existe mais porque os desenvolvedores de jogos assim não entendem 🙂

        • Correndo o risco de ser novamente mal interpretado devo dizer como Gamer que me considero ser a teoria de “pagar” e estar limitado ao sistema “Steam” é algo que para mim não tem fundamento. Isto porque a dita liberdade de escolha em querer usar aquilo que eu quero fica limitado ao que me impingem. Já jogo jogos de computador desde o saudoso ZX Spectrum 48k e jogo maioritariamente online F2P nos dias de hoje em Windows como aliás o amigo Paulo Trindade sabe (sou da concorrência é um facto) e estou-me borrifando para as guerrinhas estúpidas entre “fanboys”. A mesma liberdade de escolha me permite “opinar” sobre aquilo que eu considero ser importante e contributiva nos espaços que frequento. Daí fazer-me alguma confusão como o amigo “Fernando” referir que a sua liberdade de escolha ficar reduzida à Steam…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.