Ubuntu: Novo codinome e um turbilhão de novidades

pocket pcJá aqui falamos do Snappy, o novo sistema de empacotamento de software do Ubuntu, bem como já foram dados a conhecer alguns vídeos demonstrando a convergência do Ubuntu em acção. Ontem no Ubuntu Online Summit foram levantadas mais algumas cortinas sobre o futuro do Ubuntu.

No seu habitual discurso, Mark Shuttleworth, fundador da Canonical, deu a conhecer o codinome do Ubuntu 15.10 que será Wily Werewolk. Mas ao contrário do que habitual, Mark estendeu-se muito mais no seu discurso, falando sobre o Ubuntu Phone, Unity Next, Snappy entre outros temas.

Um dos temas mais quentes da actualidade no que toca ao Ubuntu é a convergência entre os variados dispositivos. Mark reforçou a importância desta mudança e convidou todos os desenvolvedores dos restantes ambientes Linux, especialmente Gnome e KDE de forma a criarem as suas aplicações a pensar nesta convergência.

snappy
Diagrama exemplificando a forma como os sistemas Debian e Snappy funcionam

Foi também dado a conhecer que o Ubuntu Phone conta com novos parceiros e que graças a uma dessas parcerias, com uma empresa de hardware (o nome não foi anunciado), estará à venda ainda este ano um dispositivo que será um smartphone mas que ligado a um monitor se transformará num PC (Pocket PC). Aliás este conceito já é conhecido desde o projecto Ubuntu for Android, entretanto descontinuado, e encontra-se um pouco na linha do projecto Continuum da Microsoft que prevê uma experiência semelhante. Aliás, sobre o projecto de convergência da Microsoft para o Windows 10 e que muitos acusam de ser baseado no conceito de convergência do Ubuntu, Mark veio refutar tais acusações. Segundo ele, tratou-se do caso em que as duas companhias (Canonical e Microsoft tiveram uma visão semelhante ao mesmo tempo). Para Mark, o que importa não é quem foi o primeiro a ter a ideia mas sim o facto de todos estarem a trabalhar para tornar a experiência de convergência realidade.

Quanto ao Snappy, Mark reforçou a importância deste novo sistema de instalação de software, pois será capaz de abranger aplicações híbridas, bem como será um sistema mais rápido e seguro. A questão de segurança vem no sentido de o Ubuntu estar disponível em vários tipos de dispositivos (PC, Laptop, Netbook, Smartphone, Tablet) e quase sempre online. Estas características do Snappy são reforçadas pelo discurso de Will Cooke (Ubuntu Desktop Manager). Que no entanto, sublinhou que a versão de Ubuntu baseada em pacotes Debian continuará a ser distribuída, sossegando assim os utilizadores mais conservadores.

Voltando ao Mark, este foi questionado se aplicações como WhatsApp, Netflix, iPlayer estarão disponíveis em breve no Ubuntu Phone. Questão à qual Mark respondeu de forma afirmativa.

Sobre Paulo Trindade

Apaixonado pelo Linux e open source. A primeira experiência foi com Red Hat foi algo traumática. Voltou anos depois com o Ubuntu 7.04 e nunca mais abandonou Linux. Foi editor do Linux Tugaz e criou o Terminal Aberto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *